Dicas para o diabético

Autocuidados que o diabético deve ter com seus pés:

1. Realizar diariamente a higienização meticulosa dos pés conforme a seguir:

- Inspecionar diariamente os pés para observar presença de bolhas, fissuras, descamação da pele, calos, calosidades, etc.

- Usar o espelho caso o paciente não consiga ou tenha dificuldade em fazer esta inspeção ou solicitar a ajuda de algum membro da família.

2. Manter os pés limpos, secos e hidratados - Usar água fria ou morna, nunca água muito quente

- Secar meticulosamente os pés com toalha macia (só para os pés) ou papel toalha, em particular entre os dedos, para evitar o acúmulo de umidade.

- Aplicar um creme hidratante diariamente para devolver a elasticidade e grau de hidratação da pele.

- Evitar caminhadas prolongadas logo após o banho e hidratação para deixar que a pele se recupere e dar tempo para que o creme seja absorvido e desta forma evitar que o atrito venha causar lesões.

3. Evitar qualquer lesão nos pés

- Cortar sempre as unhas solicitando a ajuda de um podólogo sobre a forma correta de fazer o corte.

- Não cortar calos, cravos e calosidades com faca, gilete, alicate ou outro material cortante, e assim evitar alguma lesão que possa produzir uma infecção.

- Não utilizar agentes químicos (calicidas, pinho sol, água sanitária) que possam produzir queimaduras na pele.

4. Evitar temperaturas extremas

Manter os pés aquecidos somente com meias de lã ou algodão ou aplicar massagem para elevar um pouco a temperatura.

Nunca aplicar calor diretamente nos pés tais como bolsas de água quente, mantas elétricas, gelo, etc. evitando queimaduras e bolhas na pele, principalmente nos pacientes diabéticos que já perderam a sensibilidade.

5. Exercícios físicos

- O paciente diabético deve realizar exercícios físicos. A diabetes não é um impedimento para isto.

- As crianças podem jogar futebol, andar de bicicleta, correr, levando sempre em consideração o tipo de calçado que será usado para cada exercício e assim evitar algum dano nos pés.

- Os adultos podem caminhar diariamente e realizar outros exercícios tais como, massagens suaves nas pernas para facilitar a circulação.

6. Proteção para os pés (meias e calçados)

Meias

- As meias devem ser largas para permitir mobilidade dos dedos dentro dos sapatos.

- Evitar o uso de meias com elásticos que possam restringir a circulação sanguínea.

- Não usar meias com remendos e/ou costuras.

- Evitar o uso de meias com tecidos sintéticos que não permitem a transpiração.

Calçados

O calçado para o diabético é importante para a profilaxia das lesões.

- O material do sapato deve ser de couro fino, sola maleável, sem costuras internas (material bem macio), ou acolchoado, atenuando o choque e favorecendo a transpiração.

- Deve-se inspecionar diariamente o interior do calçado em busca de possíveis objetos estranhos dentro dos mesmos.

- Observar bem os pés quando do uso de sapatos novos uma vez que se corre o perigo de sofrer alguma agressão.

- O uso de palmilhas é recomendável para evitar lesões nos pontos de pressão, porém, só devem ser usadas sob orientação médica.

- Comprar os sapatos, de preferência a tarde, pois é neste período, que os pés estão mais inchados.

Desenvolvido por Robson Mori - Todos os direitos reservados.