Unha Encravada

Onicocriptose, também conhecido como unha encravada, é a penetração de uma espícula (pedaço de unha) na epiderme, causando solução de continuidade sob estímulos de uma pressão contínua, pode ser lateral ou bilateral ( ocorrer em 1 lado do dedo ou dos dois). O encravamento espicular produz um estado distrófico, que implica na alteração do estado de saúde e vitalidade dos tecidos. Geralmente esta podopatia surge com dor e inflamação das pregas periungueais ocasionando na maioria das vezes, um quadro infeccioso, podendo estar associado ao granuloma piogênico, com secreção purulenta ou não. Ocorre com freqüência no Hálux (Dedão) e este transtorno deve-se a inúmeros fatores endógenos e exógenos:

Endógenos:

Exógenos:

Lembrando que grande percentual da causa da unha encravada se deve ao¨corte incorreto da lâmina ungueal¨.

Sinais Flogísticos

unha encravada - Tratamento Soul Pés Espaço de Podologia

Grau de Evolução

Os estágios de manifestação são 3:

Estágio 1 – Ferida: É a inflamação onde ocorre dor, eritema, devido a inflamação do sulco e das pregas ungueais, como resposta à agressão da espícula ungueal. Pode existir também hiperidrose na zona afetada. Neste estágio não há presença de exsudato, e nem formação de tecido de granulação.

Estágio 2 – Infecção: Estágio de abscesso, onde surge dor exarcebada, eritema, edema, hiperidrose aumentada, sobreposição da prega na lâmina, surgimento de tecido de granulação com exsudato e ulceração da prega. Devido à presença de grande número de microorganismos presentes na pele, a infecção e secreção se tornam purulenta. Há muita dor ao deambular, alteração na marcha, dificuldade em usar calçado, além de incômodo ao encostar-se ao lençol.

Estágio 3 – Granulação: Onde ocorre proliferação carnuda chamada granuloma piogênico (nódulo benigno), no qual existe inflamação crônica. O tecido de granulação, hipertrófico, impede na drenagem da ferida. A afecção pode progredir a uma condição crônica assintomática, podendo durar várias semanas ou meses, seguido de episódios inflamatórios agudos e recorrentes.

Agente Patógeno da Inflamação

Stafilococus Aureus

No processo da penetração da lâmina ungueal, ocorre uma lesão que corta a epiderme, permitindo a entrada de bactérias, dando assim origem aos processos infecciosos.

Tipos de Feridas Causadas pela Onicocriptose

Onicocriptose Incisa: Quando a lateral da lâmina ungueal funciona como um estilete, devido ao atrito entre a unha e a prega ungueal, cortando a pele como se fosse uma incisão com instrumento bem afiado.

Onicocriptose Contusa: Quando um forte trauma atinge a lâmina ungueal distrófica (acometida por onicosclerose (espessamento), onicomicose ou outra onicopatia) e com acentuada curvatura, provoca um ferimento tipo ¨rombo¨ .

Onicocriptose Perfurante: Ocorre quando a espícula perfura o sulco ou a prega lateral, medial ou distal, podendo muitas vezes perfurar a porção distal do tecido mole do dedo afetado.

Medidas Profiláticas

Desenvolvido por Robson Mori - Todos os direitos reservados.